no blog na web

Dicas para Construir e Reformar

Fonte: Escritório Arquitetura - Luciana Moterani

1º PASSO: Possuir um terreno para a construção
       Veja se você tem os documentos que comprova que o terreno lhe pertence, de preferencia registrado em cartório. Esses documentos são a escritura ou o compromisso de compra e venda assinado e autenticado pelo vendedor. Se você não tiver esses documentos, procure se informar como e onde obtê-los.


Fonte: Escritório Arquitetura - Luciana Moterani

2º PASSO: a Planta da Casa
       Risque em num papel como você imagina a sua futura casa. Assim, você pode decidir quais informações você passara para o arquiteto responsável pela elaboração do projeto, o tamanho, a altura, o afastamento, se vai ter jardim, quantos cômodos vai construir e o tamanho deles. Você pode começar pelas partes mais necessárias, como quarto, cozinha e banheiro e aumentar o número de quartos quando a família crescer.

1ª FASE DA CONSTRUÇÃO
       A elaboração de um projeto arquitetônico deve obedecer algumas etapas para que funcione bem. Este artigo procura esclarecer o cliente final a respeito das etapas do processo a fim de que este saiba o que está contratando e como proceder em cada etapa.

      Um projeto arquitetônico e sua conseqüente execução podem ser divididos em etapas. É claro que diferentes projetos podem exigir diferentes etapas, mas na maioria dos casos pode-se classificá-los conforme discriminado abaixo. Se você pretende contratar um profissional para a elaboração de seu projeto arquitetônico, atenha-se para a seguinte lista.

      O projeto arquitetônico, por sua vez, pode ser dividido em seis etapas distintas:
1). - CONTATO: É onde se da o inicio da primeira etapa de um projeto, o contato entre o arquiteto e o cliente, onde serão analisadas todas as necessidades, trocando idéias e informações o arquiteto descobre o que realmente o cliente quer em seu projeto. É a parte mais crítica de todas. Se mal executada pode comprometer todo o projeto arquitetônico.

2). - O CONTRATO: Aprovado o orçamento, será fechado entre cliente e contratada o contrato dos projetos.

3). - ESTUDO PRELIMINAR: São executados os primeiros estudos e desenvolvidos os primeiros desenhos que serão mostrados ao cliente. É uma etapa de muito diálogo. É aqui que o cliente “vê” a materialização de seu projeto pela primeira vez. Também é nesta etapa que são feitas possíveis modificações e “afinações” do projeto. É uma etapa que pode tomar tempo. É recomendável que todos os ajustes sejam discutidos e feitos aqui, já que possíveis alterações em etapas subseqüentes poderão acarretar em mudanças no custo final do projeto e da obra.

4). - ANTEPROJETO: Após a aprovação do estudo preliminar é realizado o anteprojeto. Trata-se da inclusão de todas as alterações discutidas na etapa anterior e finalização do projeto para aprovação pelo cliente. É aqui que o cliente faz a aprovação final de seu projeto.
Fonte: Escritório Arquitetura - Luciana Moterani

5). - PROJETOS NORMATIVOS: Após a aprovação do anteprojeto, parte para a etapa da realização dos projetos normativos - aqueles que vão para a prefeitura e para a obra. Nessa etapa o cliente pouco participa, pois se trata de uma etapa bastante técnica e burocrática. É aqui que se inicia o detalhamento dos projetos complementares: projetos estruturais, elétricos, hidráulicos, ar condicionado, além de todos os demais projetos necessários ao funcionamento da edificação.

6). - PROJETOS EXECUTIVOS: Por motivos que não será abordado aqui, os projetos normativos, em várias situações, são também utilizados com a finalidade de orientar a execução de obra. Isto, porém não é o mais indicado visto que projetos normativos atendem somente as necessidades básicas (legais), dos órgãos municipais, para que possam, naquele município, serem aprovados para construção. Para a boa execução de uma obra deve estar disponível os projetos executivos. São projetos destinados ao construtor, muito mais detalhados que o anterior. Junto com estes projetos temos um conjunto variável de desenhos de detalhamento, mostrando cada detalhe da construção dos diversos elementos que compõe a obra. São referências fundamentais para que o construtor possa executar sua obra com precisão.
      Após a aprovação do projeto pelos órgãos competentes, e a entrega dos projetos executivos, é possível o início da construção de sua obra. Também é aqui que se conclui a ultima etapa do processo.
      Muitos contratos com o arquiteto podem terminar aqui, já que o cliente pode contratar a realização do projeto arquitetônico com um profissional e executar a obra com outro. Também pode optar por contratar uma empresa especializada em execução, uma vez que existem profissionais especializados nessa área, assim como outros que somente realizam projetos arquitetônicos.

ATENÇÃO: Após esta etapa não é mais aconselhável a modificação do projeto sob pena de prejuízo econômico.

ORÇAMENTO PARA A CONSTRUÇÃO: Após todas as etapas compridas, as empresas contratadas farão um levantamento quantitativo para efeito de orçamento, que é calculado de acordo com as etapas de construção, sendo, cada etapa calculada com precisão, pois serão utilizadas na forma de pagamento.

O CONTRATO: Aprovado os projetos, será fechado entre cliente e contratada o contrato, que é acompanhado de memorial descritivo detalhado e do cronograma físico financeiro da obra.
 
EXECUÇÃO DA OBRA: Após a aprovação do projeto nos órgãos competentes, você poderá começar a construção da edificação de sua casa, a chamada execução. Esta é a etapa mais delicada, cara e demorada de todo o processo, além de envolver o profissional habilitado requer mão-de-obra de qualidade.


Fonte Texto: Alexandre Câmara - Arquiteto e Urbanista

0 comentários:

Postar um comentário

 

Dircenéia Moterani

Atuante na área de decoração e artes, é uma das mais requisitadas e experientes profissionais de Varginha. Lança mão de recursos como luz, cor e materiais diversos, para obter uma disposição harmoniosa dos objetos no espaço.